Estados Unidos não podem ser intimidados, diz Trump

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/09/2017 12h08
WAS01 WASHINGTON DC (ESTADOS UNIDOS) 11/04/2017.- El presidente estadounidense, Donald J. Trump, participa en un debate sobre políticas y estrategia con presidentes de compañías en la Biblioteca del Departamento de Estado en Washington DC (Estados Unidos) hoy, 11 de abril de 2017. EFE/Olivier Douliery / PoolTrump declarou que as vítimas dos ataques, que ocorreram há 16 anos, devem ser honradas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, juntamente com a primeira-dama, Melania Trump e o Secretário de Defesa, James Mattis, entre outros autoridades, participaram de cerimônia nesta segunda-feira em homenagem às vítimas dos ataques terroristas em 11 de setembro de 2001.

Em discurso após homenagens, Trump declarou que as vítimas dos ataques, que ocorreram há 16 anos, devem ser honradas, “fazendo o possível para manter os EUA seguro”.

“Nosso país não pode ser intimidado. Quem nos intimidar irá se juntar aos países destruídos por nós. Quando os EUA estão unidos, ninguém pode nos deter”, disse.