EUA atacam ditadura de Maduro: ‘Democracia precisa voltar na Venezuela’

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2019 16h48
Agência EFEPara o estadunidense, a Venezuela deve iniciar transição para 'restaurar a ordem democrática'

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, tomou posse do seu segundo mandato nesta quinta-feira (10). Após a cerimônia, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, declarou que, assim como diversas outras nações, seu país não reconhece o governo. “É a hora para convencer a ditadura de Maduro que chegou o momento de a democracia voltar na Venezuela”, cravou.

A pressão ao governo venezuelano, segundo o secretário de Estado, deve continuar. Os EUA têm imposto sanções a pessoas e a empresas que tenham ligações com o país sul-americano como forma de forçar o governo a rever medidas. Para ele, a Venezuela deve iniciar um processo de transição para “restaurar a ordem constitucional e democrática através de eleições livres e justas que respeitem o desejo do povo venezuelano”.

Uma demonstração da tentativa de pressionar Maduro foi dada na última terça-feira (8), ocasião em que sete pessoas e 23 entidades ligadas à Venezuela passaram a ser investigadas pela Justiça estadunidense por estarem envolvidas em esquemas de corrupção.

Pompeo foi duro nas críticas e chegou a dizer que a única instituição de poder legitima na Venezuela é a Assembleia Nacional. O parlamento, liderado pela oposição ao presidente, também declarou que não reconhece seu novo mandato e alega ter havido fraudes nas eleições em 2018.

*com informações do Estadão Conteúdo