EUA: Furacão Michael perde força e cai para a categoria 2

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2018 07h31
EFEMichael esteve a ponto de tocar terra como furacão de categoria 5, o que teria ocorrido com ventos a partir de 252 km/h

O furacão Michael, que nesta quarta-feira tocou o solo no noroeste da Flórida como categoria 4 (de um máximo de 5 na escala Saffir-Simpson), caiu para a categoria 2 após causar uma morte, fazer estragos e seguir rumo ao estado da Geórgia, segundo informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, sigla em inglês).

Em boletim especial, o NHC indicou que o fenômeno meteorológico apresenta ventos máximos sustentados de 160 km/h e segue em direção norte-noroeste a 21 km/h. De acordo com o órgão, o furacão continuará a levar fortes ventos à Geógia nesta noite.

A primeira morte registrada por conta do furacão foi causada pela queda de uma árvore sobre uma casa no condado de Gadsden. O homem, que ainda não foi identificado pelas autoridades, morreu dentro de uma casa na cidade de Greensboro, a noroeste de Tallahasse, a capital do estado da Flórida.

Com ventos máximos sustentados de 250 km/h, Michael esteve a ponto de tocar terra como furacão de categoria 5, o que teria ocorrido com ventos a partir de 252 km/h.

Após a passagem do furacão, o governador da Flórida, Rick Scott, solicitou formalmente ao presidente Donald Trump uma declaração de desastre maior.

Os meteorologistas preveem que o ciclone se enfraquecerá enquanto cruza o sudeste do país, depois de um giro para o nordeste nesta noite e um aumento na velocidade de deslocamento.

*Com informações da Agência EFE.