Filho de Trump diz que vai testemunhar no Senado sobre caso Rússia

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2019 20h23
EFEDemocratas acreditam que Trump Jr. pode ter mentido sobre encontro que teve com a advogada russa Natalia Veselnitskaya

Donald Trump Jr. concordou em comparecer ao Comitê de Inteligência do Senado americano para testemunhar sobre o caso Rússia. Ele deve comparecer ao a uma sessão fechada em junho, informou a rede de notícias americana ABC.

Três meses depois de o relatório Mueller ter sido parcialmente divulgado, tanto a Câmara quanto o Senado mantêm suas próprias investigações sobre a ingerência russa nas eleições americanas de 2016.

O filho mais velho do presidente foi intimado a prestar depoimento sobre os contatos que teve com os russos no período. Os democratas acreditam que Jr. pode ter mentido sobre se informou o presidente acerca do encontro que teve com a advogada russa Natalia Veselnitskaya em 9 de junho de 2016 na Trump Tower de Nova York.

Uma fonte próxima a Trump Jr. disse que ele está “incrivelmente colaborativo”.

Já o presidente Donald Trump disse que ficou “surpreso” com a intimação, já que ele ouviu “Richard Burr dizer que não houve conluio duas ou três semanas atrás”.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, minimizou o caso, e disse que o presidente “não deve se preocupar com isso”.

A investigação agora foca na obstrução de Justiça por parte de Trump ou sua campanha durante a investigação.