França anula definitivamente o aumento no preço dos combustíveis

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2018 09h32
EFEMacron cedeu quanto ao aumento, mas manteve-se firme na exclusão do Imposto Sobre Fortuna

Após ter suspendido por seis meses o reajuste nos preços do diesel e gasolina na França, o presidente Emmanuel Macron agora cancelou de vez o aumento de taxas. A decisão foi anunciada por porta-voz do governo na última quarta-feira (5).

A medida surge como tentativa de acalmar os ânimos dos manifestantes que ficaram conhecidos como “coletes-amarelos”. Após as cenas de depredação, embate com policiais, centenas de prisões e até mortes, o presidente francês achou por bem dar um passo atrás quanto ao projeto de desestímulo ao uso de transporte particular.

Apesar de voltar atrás com os preços do diesel e gasolina, Macron não cedeu quanto a outra importante reivindicação dos “coletes-amarelos”: o retorno do ISF, Imposto Sobre Fortuna, uma espécie de taxação dos mais ricos que foi suspensa como forma de incentivar investimentos empresariais de francês regionalmente. O ISF taxava patrimônios líquidos superiores a 1,3 milhão de euros.

No lugar do ISF, o governo instituiu mais cedo neste ano o IFI, Imposto sobre Fortuna Imobiliária, que taxa apenas os valores líquidos referentes a patrimônios imobiliários.

*com informações da Agência EFE