Indonésia: confronto após reeleição de Widodo deixa 6 mortos e 200 feridos

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2019 15h10
EFEA polícia confirmou que ao menos 60 pessoas foram detidas; confrontos começaram após a confirmação da vitória de Widodo

Pelo menos seis pessoas morreram e outras 200 ficaram feridas em confrontos entre a polícia e manifestantes que protestavam contra a reeleição do presidente da Indonésia, Joko Widodo, em Jacarta. A vitória foi confirmada na última terça-feira, 21. O candidato derrotado, Prabowo Subianto, não aceitou o resultado, e acusou Widodo de fraude eleitoral.

A polícia confirmou que ao menos 60 pessoas foram detidas.

Os incidentes violentos começaram ontem à noite no final de um protesto pacífico de seguidores de Prabowo, liderados por grupos islâmicos, que se reuniram em frente à sede da Agência de Supervisão Eleitoral na capital e da Comissão Eleitoral.

A polícia havia montado uma força-tarefa para proteger os edifícios. Cerca de 32 mil  policiais estão nas ruas.

Milhares de pessoas ainda estavam nesta manhã jogando pedras e coquetéis molotov nos agentes, que responderam atirando balas de borracha e gás lacrimogêneo.

A situação se acalmou com a chegada de um contingente de soldados que foram colocados entre a polícia e os manifestantes.

Os distúrbios ocorreram depois que a Comissão Eleitoral da Indonésia (KPU, sigla em indonésio) confirmou a vitória de Widodo nas eleições com 55,5% dos votos, contra 44,5% obtidos por Prabowo, que rejeitou assinar a ata dos resultados eleitorais.

Prabowo anunciou que pedirá a impugnação do resultado perante o Tribunal Constitucional.

*Com EFE