Internet completa 30 anos e criador faz alerta para perigos

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2019 11h01
Agência EFEO criador da Internet, Tim Berners-Lee

O criador da Internet, Tim Berners-Lee, pediu uma ação global para evitar que a rede mergulhe em um “futuro disfuncional” e enfrente problemas como o vazamento de dados, os ataques cibernéticos e a desinformação. “Estou muito preocupado com a indecência e a propagação da desinformação”, afirmou ele m entrevista à emissora britânica BBC.

“Quando foi revelado o caso da Cambridge Analytica, as pessoas se deram conta de que as eleições podem ser manipuladas com a utilização de dados que elas mesmas forneceram”, disse, em relação à empresa de consultoria britânica que é suspeita de recolher dados de milhões de usuários do Facebook para ajudar a campanha do republicano Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2016.

O inventor da web publicou também uma carta aberta indicando três áreas que ameaçam a rede hoje em dia, insistindo na atividade maliciosa como a pirataria cibernética e o assédio, nos modelos de negócio que premiam o “clickbait” (isto é, manchetes de notícias atrativas para conseguir mais acessos) e em discussões polarizadas e agressivas.

Segundo o criador da World Wide Web, o “www”, esses problemas poderiam ser resolvidos por meio de novas leis e sistemas que limitem o comportamento na rede. “Necessitamos de cooperação na web com o governo, a população civil e agentes públicos que tomem decisões e atuem quando os interesses do setor privado ameacem os bens públicos”, explicou Berners-Lee.

Agora em março faz três décadas desde que Berners-Lee enviou a seu chefe uma proposta do que seria o ponto de partida do uso da internet, com o objetivo inicial de que os cientistas pudessem compartilhar informações com universidades e outras instituições do mundo.

*Com informações da Agência EFE