Jovem saudita que fugiu da família chega ao Canadá

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2019 15h50
EFERahaf Mohammed al-Qunun explicou que fugiu da família porque foi ameaçada de morte diversas vezes por motivos triviais

A jovem Rahaf Mohammed al Qunun, que deixou há uma semana a Arábia Saudita para pedir refúgio após renegar o islã e fugir de sua família, chegou neste sábado a Toronto, depois que o Canadá lhe concedeu asilo.

Rahaf apareceu por volta das 10h30 (horário local, 12h30 de Brasília) na área de desembarque do aeroporto de Toronto sorridente e acompanhada pela ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland.

A jovem veio de Bangcoc, onde passou uma semana escondida em um hotel para evitar ser repatriada contra a sua vontade à Arábia Saudita. Para chegar a Toronto, ela fez uma escala em Seul, após o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) garantir sua proteção e o Canadá lhe oferecer asilo.

Abraçando Rahaf, Chrystia declarou que a jovem saudita estava cansada depois de uma longa viagem e que ela não faria declarações à imprensa.

A ministra canadense também disse que a própria Rahaf pediu para aparecer brevemente diante das câmaras logo após chegar ao aeroporto de Toronto.

“Ela queria que os canadenses vissem que chegou. É uma jovem mulher muito corajosa que sofreu muito”, explicou Chrystia.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse que o país está muito feliz em receber a refugiada.

Rahaf Mohammed al-Qunun explicou que fugiu da família porque foi ameaçada de morte diversas vezes por motivos triviais. Ela afirmou que sofria abusos físicos, emocionais e verbais e já chegou a ser trancada dentro de casa por meses. A jovem ainda disse que vem de uma família muito poderosa na Arábia Saudita.

*Com Agência EFE.