Juan Guaidó convoca manifestação contra blecaute na Venezuela; sem energia, famílias perdem alimentos

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 19h15
EFEProtesto convocado por Guaidó acontecerá nesta terça-feira

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, convocou para esta terça-feira (12) uma manifestação em todo o país com críticas ao apagão elétrico que atinge  diversos estados desde quinta (7). O blecaute fez com que pelo menos 21 pessoas morressem em hospitais.

“Amanhã às 15 horas [no horário local, 16h em Brasília], convoco todos os venezuelanos a comparecerem em todas as ruas e avenidas para expressar sua rejeição [ao apagão]”, disse Guaidó nesta segunda (11), durante debate no parlamento, ao qual preside.

O líder opositor pediu que venezuelanos se unam para exigir respeito a direitos e responsabilizou o ditador Nicolás Maduro pelo blecaute que mantém pelo menos cinco estados do país sem energia até o momento, de acordo com o próprio Guaidó.

Segundo ele, a falha elétrica foi causada pela má gestão das autoridades de energia e pela falta de investimentos no sistema. Entretanto, Maduro garante que o problema foi provocado por uma “sabotagem” na principal hidrelétrica do país, a de Guri.

O governo chavista garante que o serviço está se recuperando “lentamente” e pediu colaboração para estabilizar o sistema. Por causa do apagão, jornadas de trabalho e aulas foram suspensas. Comunicações e transportes foram afetados.

Além disso, os alimentos que muitas famílias venezuelanas mantinham refrigerados estragaram. A organização não governamental Médicos Pela Saúde informou que pelo menos 21 pessoas morreram por consequência do blecaute. Entre elas, cinco bebês.

*Com informações da EFE