Maduro afirma que Cúpula das Américas foi “um total fracasso”

  • Por Agência EFE
  • 15/04/2018 11h00
EFE/MIGUEL GUTIÉRREZ"Todos que se metem com a Venezuela se ferram. Quiseram nos excluir da Cúpula das Américas e o que fizeram foi fracassar", afirmou o presidente

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou no último sábado (14) que a Cúpula das Américas, realizada no Peru e para a qual teve seu convite retirado, foi “um total fracasso”.

“Eu estava vendo por aí alguns reportes de como fracassou a Cúpula das Américas. Todos que se metem com a Venezuela se ferram. Quiseram nos excluir da Cúpula das Américas e o que fizeram foi fracassar, a Cúpula das Américas foi um fracasso total”, disse Maduro em transmissão obrigatória de rádio e televisão.

O chefe de Estado venezuelano, que recebeu milhares de simpatizantes em frente ao palácio presidencial de Miraflores, declarou que também esteve revisando “relatos de alguns discursos ocos e vazios de presidentes de direita, presidentes sem povo, presidentes criminosos, presidentes antipopulares, presidentes de joelhos para o imperialismo”.

“Quando você vê um (presidente da Argentina, Mauricio) Macri, quando você vê um presidente não eleito como (Michel) Temer do Brasil, quando você vê um (presidente da Colômbia, Juan Manuel) Santos, verdadeiramente dá vergonha, dá pena ver esses presidentes (…) falar do nobre povo da Venezuela”, ironizou.

Macri, Temer, Santos e outros presidentes se pronunciaram hoje sobre a situação de crise e as eleições presidenciais do próximo dia 20 de maio na Venezuela.

O presidente argentino disse que seu país não reconhecerá o pleito de maio na Venezuela e Santos indicou que seu governo será “implacável com o regime opressor” do país caribenho, enquanto Temer pediu uma saída democrática à crise política venezuelana.

Por sua vez, Maduro considerou que a melhor resposta que pode dar a essa “direita latino-americana que fracassou na Cúpula de Lima” é que o chavismo “tenha se lançado” hoje às ruas.

“É dizer que não nos vale nenhuma cúpula, o que nos vale é a força do povo, o que nos vale é a verdade da Venezuela, essa verdade maravilhosa que abre portas, isso é o que vale para nós”, concluiu.