Maduro diz que vai fechar fronteira da Venezuela com o Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2019 14h37
Agência EFEO ditador venezuelano, Nicolás Maduro

O ditador venezuelano Nicolás Maduro afirmou nesta quinta-feira (21) que a Venezuela vai fechar sua fronteira com Brasil nesta noite, a partir das 20 horas, (horário local). “A partir das 20 horas de hoje, quinta-feira, 21 de fevereiro, ficará fechada total e absolutamente até novo aviso, a fronteira com o Brasil”, afirmou o líder chavista.

Maduro também avalia fechar a fronteira com a Colômbia. “Quero que seja uma fronteira dinâmica e aberta, mas sem provocações”, disse. Ele ainda afirmou que qualquer caso de violência na região fronteiriça será de responsabilidade do presidente colombiano, Iván Duque.

Há duas semanas, Maduro impede que ajuda humanitária vinda dos Estados Unidos e de outros países entre na Venezuela por meio do vizinho, já que colocou o Exército no local para fazer a barreira. O argumento do ditador é que o envio de alimentos e remédios é apenas um pretexto para o governo norte-americano fazer uma interdição militar no país.

Nesta quinta-feira, Guaidó iniciou uma viagem de 800 quilômetros à fronteira da Colômbia, com o objetivo de pressionar para a entrada de ajuda humanitária.

Ajuda brasileira

Na última terça-feira (19), o governo brasileiro anunciou que vai entregar ajuda humanitária internacional para a Venezuela pelo estado de Roraima. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otavio do Rêgo Barros, a medida atende a um pedido do presidente interino do país, Juan Guaidó.

Em entrevista coletiva, Rêgo Barros disse que a ajuda, que será proveniente de vários países, vai ser recolhida por representantes de Guaidó: “ajuda que inclui alimentos e medicamentos será disponibilizada em Boa Vista e Pacaraima, para recolhimento pelo governo do presidente encarregado Juan Guaidó por caminhões venezuelanos conduzidos por venezuelanos”.