Meio irmão de Kim Jong-un, morto em 2017, era informante da CIA, diz jornal

Kim Jong-nam chegou a ser considerado o herdeiro do governo da Coreia do Norte

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2019 08h58
Agência EFEKim Jong-nam, meio irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un

Kim Jong-nam, meio irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un, era um informante da CIA, informou nesta terça-feira (11) o jornal norte-americano Wall Street Journal. Jong-nam foi assassinado na Malásia em fevereiro de 2017.

Segundo o periódico, Kim Jong-nam se reuniu diversas vezes com funcionários da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos. Ele chegou a ser considerado o herdeiro do governo da Coreia do Norte.

Kim Jong-nam morreu depois de ser atingido no rosto com um agente neurotóxico, classificado como uma arma de destruição em massa, no aeroporto Kuala Lumpur. Essa substância foi jogada por duas mulheres, uma vietnamita e outra indonésia, que acreditavam estar participando de uma pegadinha para um programa de TV.

Elas chegaram a ser presas e acusadas formalmente pelo assassinato, mas foram libertadas neste ano.