Papa Francisco diz que feminicídio é praga na América Latina

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2019 09h04
EFEO pontífice explicou que muitas destas situações de "famílias rachadas" são resultado de "um sistema econômico que não tem como prioridade as pessoas e o bem comum"

papa afirmou que os feminicídios são “uma praga” na América Latina ao falar dos problemas que os jovens enfrentam, durante o discurso que fez nesta quinta-feira (24) aos bispos na Igreja de São Francisco de Assis, na capital do Panamá.

“São muitos os jovens que dolorosamente foram seduzidos por respostas imediatas que hipotecam a vida e isto fez com que caíssem em situações conflituosas”, disse o pontífice.

Entre elas, o papa citou “a violência doméstica, o feminicídio – que praga que a nossa região vive neste sentido -, grupos armados e criminosos, tráfico de droga e exploração sexual de menores e de não tão menores”.

“Dói constatar que na raiz de muitas destas situações está uma experiência de orfandade, fruto de uma cultura e uma sociedade que estão se desintegrando”, acrescentou Francisco.

O pontífice explicou que muitas destas situações de “famílias rachadas” são resultado de “um sistema econômico que não tem como prioridade as pessoas e o bem comum e que fez da especulação” o seu “paraíso” de onde continua a “engordar sem se importar à custa de quem”.

“Assim, nossos jovens sem lar, sem família, sem comunidade, sem filiação, ficam à intempérie do primeiro vigarista”, advertiu.

*Com Agência EFE