Sobe para 310 o número de mortos após explosões no Sri Lanka

Mais de 500 pessoas ficaram feridas, após uma série de explosões em três igrejas e quatro hoteis que ocorreu no último domingo (21)

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2019 11h58
Agência EFEAtentado ocorreu no domingo de Páscoa (21) em três igrejas e quatro hoteis no Sri Lanka

Subiu para 310 o número de mortos no Sri Lanka após uma série de explosões em três igrejas e quatro hoteis que ocorreu no último domingo (21). Mais de 500 pessoas ficaram feridas.

Nesta terça-feira (23), o Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques. A informação é de uma fonte não identificada à agência de segurança Amaq, ligada ao grupo.

Outra pequena explosão ocorreu em Kochchikade, na capital Colombo, nesta segunda-feira (22), quando o Esquadrão de Eliminação de Bombas estava tentando desarmar um dispositivo explosivo encontrado em um veículo abandonado. Ninguém ficou ferido.

Até agora, 26 suspeitos foram presos, segundo o porta-voz da polícia Ruwan Gunasekara. Operações de busca estão em andamento para capturar mais suspeitos.

De acordo com o porta-voz, a segurança permanecerá reforçada em todo o país. Ele pediu que as pessoas evitem se reunir em locais públicos e que informem imediatamente a polícia se encontrar qualquer pacote suspeito abandonado nas estradas ou no transporte público.

O porta-voz do gabinete do Sri Lanka, Rajitha Senaratne, disse ontem a jornalistas que a polícia recebeu informações prévias sobre possíveis ataques terroristas, mas que não foram tomadas medidas adequadas. Segundo ele, o governo vai investigar o caso e pediu desculpas à nação pelos ataques mortais.

O presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, declarou estado de emergência condicional a partir da meia-noite de segunda-feira para garantir que os cidadãos estejam seguros e para a manutenção dos suprimentos e serviços essenciais.

*Com informações da Agência Brasil