Taiwan se torna primeiro país da Ásia a aprovar casamento gay

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2019 09h11
RITCHIE B. TONGO / EFEMedida foi uma das três que tramitavam pela Parlamento, mas era a única que oferecia direitos de adoção limitada aos casais homoafetivos

O Legislativo de Taiwan se tornou, nesta sexta (17), o primeiro no continente asiático a aprovar a legalização do casamento homoafetivo. A proposta, elaborada pelo governo e respaldada pela maioria do Partido Democrático Progressista, foi aprovada por 66 votos a favor e 27 contra.

A medida foi uma das três que tramitavam pela Casa tratando do tema, mas era a única que oferecia direitos de adoção limitada aos casais homossexuais e que contava com o apoio dos ativistas LGBT.

O Parlamento tinha até o dia 24 para regularizar a situação dos casais do mesmo sexo, depois que o Tribunal Constitucional da ilha considerou que a proibição da união homoafetiva contrariava a lei, em 2017.

Mais de 35 mil pessoas marcharam nesta sexta pelas ruas de Taipé, capital do país, pedindo a aprovação da união civil igualitária. “Esperamos que esta seja a última vez que tenhamos de vir aqui”, disse a coordenadora-chefe da coalizão taiwanesa para a igualdade no casamento, Jennifer Lu.

A presidente do país, Tsai Ing-wen, também se pronunciou a favor da lei e pediu aos legisladores empenho com a pauta. “Temos a oportunidade de fazer história e mostrar ao mundo que valores progressistas podem criar raízes nas sociedades da Ásia Oriental”, afirmou.

Com Agência EFE