Trump declara emergência nacional e diz que vai construir muro na fronteira

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2019 15h09
EFEPresidente dos EUA disse que não gostou do orçamento aprovado por parlamentares

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou que assinará na tarde desta sexta-feira (15) uma declaração de emergência nacional para garantir maior segurança à fronteira do país com o México. De acordo com ele, os tráficos humano e de drogas têm de ser combatidos e, para isso, é necessário construir muro na fronteira.

“Temos uma invasão de gangues, crime e drogas no nosso país. Um muro fronteiriço impediria que essas coisas nos afetassem”, disse. Segundo Trump, tanto a presidente da Câmara quanto o líder do Senado – os democratas Nancy Pelosi e Chuck Schumer – “sabem que precisamos de uma barreira na fronteira sul”, que fica na divisa com o México.

Ele disse, ainda, que, como o atual momento da economia dos EUA está bom, “mais pessoas estão tentando entrar no país”, o que vem sendo impedido, em algumas áreas, devido a barreiras físicas em algumas cidades fronteiriças. “Provavelmente, seremos contestados na Justiça por causa disso, mas acho que iremos vencer no final”, disse Trump.

Questionado sobre o projeto orçamentário bipartidário aprovado na quinta (14) tanto no Senado quanto na Câmara dos Representantes, Trump disse que não ficou feliz com o valor de US$ 1,4 bilhão destinado para a segurança na fronteira dos EUA com o México e a construção de barreiras fronteiriças. O presidente havia exigido US$ 5,7 bilhões para o muro e disse que não ficou “feliz” com o valor dado pelo Congresso.

De acordo com o Wall Street Journal, as medidas devem reunir US$ 8 bilhões em fundos para a construção de barreiras fronteiriças. Em seu discurso, o presidente não deu um valor exato para a obra. “Temos uma chance de chegar perto de US$ 8 bilhões. Seja US$ 8 bilhões ou US$ 1,5 bilhão, vamos erguer um muro”, disse.

Pouco antes do pronunciamento de Trump, o chefe de gabinete interino da Casa Branca, Mick Mulvaney, afirmou que Trump tentará tirar cerca de US$ 6,7 bilhões de outras partes do governo para construir cerca de 375 quilômetros de um muro de aço.

Mulvaney disse que o presidente tomou as medidas executivas porque o Congresso se mostrou “incapaz” de permitir o nível de financiamento exigido pela Casa Branca. Entre eles, serão US$ 2,5 bilhões que serão tirados de esforços antidrogas do Departamento de Defesa, US$ 600 milhões do Tesouro e US$ 3,6 bilhões de construções militares.

*Com informações do Estadão Conteúdo