Venezuela afirma que fornecimento de energia foi restabelecido no país

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2019 11h25
Agência EFEVenezuela ficou seis dias com blecaute

O ministro de Comunicação da Venezuela, Jorge Rodríguez, informou nesta quarta-feira (13) que o fornecimento de energia elétrica foi restabelecido no país. O blecaute durou seis dias.

“No dia de hoje está completamente restituído, em 100%, o serviço de energia elétrica em nível nacional”, disse Rodríguez. Segundo ele, as escolas só vão retomar as atividades na sexta-feira (15).

Segundo o ministro, serão realizados novos exercícios militares para este final de semana, como uma ação para a “proteção do povo e dos serviços estratégicos da nação”. Rodríguez acusou os Estados Unidos e a oposição de serem os responsáveis pelo apagão no país.

Os exercícios, segundo o ministro explicou, vão implicar no desdobramento de toda a força militar venezuelana “ao redor das 114 estações de prestação de serviço de energia elétrica” do país “para empreender um processo estratégico de proteção” dessas instalações.

Mortes

A organização Médicos pela Saúde, que monitora 40 hospitais da Venezuela, afirma que 21 pessoas morreram por causa do apagão. De acordo com a organização, essas pessoas estavam internadas em hospitais afetados pelo blecaute.

Os dados contabilizam os óbitos registrados até às 21 horas de domingo (10) pelo horário local.

Apenas no Hospital Manuel Núñez Trovas de Maturín, no estado de Monadas (leste do país), a organização não governamental contabilizou 15 mortos devido a falhas no fornecimento de energia. Em Caracas, a capital, quatro recém-nascidos não resistiram.

Em Maracaibo, no estado de Zulia, um bebê também morreu em decorrência da falta de luz. Em Maracay, no estado de Aragua, região central da Venezuela, a vítima foi um adulto. A Médicos pela Saúde acompanha os 40 hospitais mais importantes do país.

*Com informações da Agência EFE