Advogado de Lyra diz que não havia motivo para prisão

  • Por Estadão Conteúdo
  • 15/05/2018 21h51
ReproduçãoEm nota, Pierpaolo Bottini definiu a decisão do ministro do STF como "acertada"

O advogado Pierpaolo Bottini, que representa o empresário Milton Lyra, considerou em nota, nesta terça-feira (15), a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de mandar soltar o cliente, suposto operador do MDB, acertada.

“Não havia motivo ou razão para a prisão de alguém que já estava à disposição da Justiça para prestar todos os esclarecimentos”, afirmou Bottini.

Lyra estava em prisão preventiva desde abril, em razão da Operação Rizoma. Lyra entrou com pedido de liberdade no Supremo em 8 de maio, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manter o empresário na prisão.