PF vê lavagem de dinheiro e associação criminosa de Geddel e Lúcio Vieira Lima

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/11/2017 15h19
Divulgação/Polícia FederalOperação Tesouro Perdido apreendeu R$ 51 milhões em apartamento ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA)

A Polícia Federal concluiu, nesta terça-feira (28), o inquérito sobre o caso do bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que escondia R$ 51 milhões em malas dentro de um apartamento em Salvador. O relatório aponta que Geddel e seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima, praticaram os crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Também são investigados o deputado Job Ribeiro, Gustavo Ferraz e Marluce Vieira Lima, mãe de Geddel e Lúcio.

O texto agora segue para apreciação do ministro do STF, Edson Fachin, que é o relator do caso. Cabe também à Procuradoria-Geral da República (PGR), definir se os três envolvidos também serão denunciados.