Janot admite que chegou ao bunker de Geddel por temor de fuga

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2018 16h39
Divulgação/Polícia FederalBunker de Geddel em Salvador abrigava R$ 51 milhões em espécie

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, revelou que chegou ao bunker de Geddel por meio de denúncias. Durante palestra em uma Universidade de Brasília, Janot disse que o temor principal era de uma potencial fuga do ex-ministro do País.

“Esse cidadão estava preso e obteve autorização para prisão domiciliar. Mas começou a fazer um movimento estranho no apartamento. Então, os vizinhos ligaram para a Procuradoria dizendo que ele poderia estar se organizando para fugir do país. Houve um pedido de busca e apreensão no apartamento e estávamos seguros que encontraríamos material para fuga”, declarou Janot.

O ex-procurador-geral, entretanto, não cita os nomes dos políticos investigados.

No caso que ficou conhecido como “bunker de Geddel”, foram apreendidos R$ 51 milhões no apartamento atribuído ao ex-ministro de Temer. Essa foi a maior apreensão em dinheiro vivo já realizada pela Polícia Federal. A contagem do montante levou cerca de 14 horas.