Marina Silva afirma que ataques a Moro são para gerar impunidade

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2018 19h52
Geraldo Magela/Agência SenadoPré-candidata à presidência pela Rede, Marina Silva, criticou a conduta a postura do desembargador Rogério Favreto, que quase soltou Lula

A pré-candidata à presidência pela Rede, Marina Silva, participou de um evento do partido em Contagem, Minas Gerais, e defendeu a postura do juiz federal Sergio Moro. Questionada sobre o episódio da possível soltura de Lula, Marina disse que os grandes partidos querem atacar Moro para garantir impunidade a todos.

“Os que criaram o problema querem uma chance de aprofundar o problema. Estão fazendo de tudo desmoralizar o juiz Sergio Moro… Se um que cometeu erro ficar impune, será impunidade para todos”, declarou a presidenciável.

Na sequência, Marina também não poupou críticas ao desembargador substituto do TRF-4, Rogério Favreto. “Estou falando de um desembargador que não era um juiz originário da causa e que toma medidas ao arrepio da lei e que cria uma confusão dessa magnitude”, ressaltou.