Praias adotam pulseirinhas de identificação para crianças neste verão

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2014 13h17

Em mais um verão lotado de turistas, as praias do litoral brasileiro adotam pulseirinhas de identificação para crianças.

Com esse aumento expressivo do número de visitantes, o objetivo é diminuir o desaparecimento de menores durante o período.

As praias de Pitangueiras e Astúrias, no Guarujá, já integram a ação há quatro anos e devem distribuir 15 mil pulseiras para a criançada.

O coordenador de Projetos Comunitários da Guarda Civil Metropolitana, Jurandir Canfild, explica como o turista pode se cadastrar. “Nós instalamos tendas nas areias e cada tenda possui um identificador, uma bandeira de uma cor, e ajuda a funcionar como um ponto de referência. Lá as famílias fazem um cadastro”, comenta.

Integrando a ação há dois anos, a polícia de Florianópolis, em Santa Catarina, vai distribuir até o fim do verão cerca de 40 mil pulseirinhas de identificação.

Falando à repórter Cris Santos, a secretária de Turismo de Florianópolis, Luciani Camiloti, relata outras formas de cadastro. Entre elas está a  disponibilização de pulseirinhas com os guarda-vidas e bombeiros, barracas de ambulantes, restaurantes e hotéis.

Luciani Camiloti reforça que o mais importante é a conscientização dos pais e responsáveis sobre a ação.

A Secretaria de Turismo alerta que uma criança perdida na praia pode se tornar desaparecida, tornando a situação irreversível.