Start up americana lança projeto para avião hipersônico

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2019 19h15
Reprodução/HermeusCorporationCriadores esperam que a aeronave seja capaz de voar a mais de 5 mil quilômetros por hora

Uma start up americana revelou seus planos de desenvolver um avião que viaja quatro vezes mais rápido do que a velocidade do som, e poderia transportar passageiros entre Nova York e Londres, uma viagem que dura cerca de 8 horas, em apenas 90 minutos.

A Hermeus Corporation, empresa baseada em Atlanta, disse que já obteve o financiamento de fundos e investidores privados para o projeto que, se tiver êxito, pode revolucionar os voos comerciais transatlânticos.

Os criadores esperam que a aeronave seja capaz de voar a mais de 5 mil quilômetros por hora.

“É uma jornada para revolucionar a infraestrutura global do transporte”, disse AJ Piplica, co-fundador e CEO da Hermeus no website da empresa.

Paul Bruce, professor do Departamento Aeronáutico no Imperial College London alerta para o maior desafio de um voo hipersônico, a propulsão.

“Isso é bem experimental, e há ainda um longo caminho antes de vermos esse desafio numa aeronave de passageiros”, diz. “Há muitas outras dificuldades em voar uma aeronave tão rápida rotineiramente, mas nós temos as capacidades de engenharia para isso”, disse Bruce.

Ele diz que pensar na questão ambiental também se torna importante num projeto como esse.

“A questão central é o financiamento e talvez a questão ambiental; voar tão rápido vai queimar uma enorme quantidade de combustível, e será muito mais ineficiente do que voar devagar. Mas se houver mercado para isso, não tenho dúvidas de que podemos construir um desses aviões.”

O CEO da Hermeus disse à CNN que um avião de passageiros levaria uma década para ser desenvolvido.

“Nós teremos pelo menos dois protótipos pequenos de aeronave que vamos construir, testar, e aprender com isso nesse tempo”, disse.

Um bilhete para apenas um trecho de uma viagem entre Nova York e Londres custaria  3 mil dólares (cerca de 12 mil reais), informou o CEO.

A Hermeus não é a primeira a se aventurar na viagem hipersônica. Em junho de 2018, a Boeing anunciou planos para um avião de passageiros hipersônico. As empresas Lockheed Martin e Aerion Corporation também estão trabalhando para criar uma aeronave hipersônica.

Se tiver êxito, o avião da Hermeus seria mais rápido do que o Concorde, um avião supersônico que fez um voo entre NY e Londres em menos de quatro horas em 2003.