Caio Coppolla: Moro é homem honesto se explicando por crime que não cometeu

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2019 07h57
Marcos Corrêa/PRSergio Moro será ouvido na Câmara no dia 2 de julho sobre conteúdo das mensagens vazadas ilegalmente

Sergio Moro remarca audiência na Câmara para dia 2 de julho. A informação é do presidente do CCJ, deputado Felipe Franceschini, que disse ter acertado detalhes com equipe do ministro da Justiça.

“É ridículo expor a maior autoridade de combate à corrupção no Brasil à sabatina de um Congresso com 3% de aprovação popular e infestado com criaturas do pântano político. O ministro Moro sequer é investigado. Os arquivos vazados não foram periciados, não foram confirmados pelas partes envolvidas. E, além disso, não foram submetidos às autoridades competentes ao grande público e a imprensa na sua íntegra. Na melhor das hipóteses, são conversas particulares obtidas ilegalmente mediante pratica de rackeamento. Temos aqui um homem honesto se explicando por crimes que não cometeu para um dos maiores expertises de corrupção só no Brasil”.