Augusto Nunes lamenta morte de Ricardo Boechat: ‘Era tão puro quanto o azul dos olhos dele’

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 15h28
Jovem PanAugusto Nunes lamentou a morte do amigo Ricardo Boechat

O comentarista do Os Pingos nos Is Augusto Nunes lamentou a morte de Ricardo Boechat, nesta segunda-feira (11). Amigo do jornalista há 35 anos, Augusto destacou o caráter de Boechat. “Era um sujeito tão puro quanto o azul dos olhos dele”, afirmou durante participação no Jornal Jovem Pan.

Augusto Nunes e Ricardo Boechat trabalharam juntos por sete anos na direção do “Jornal do Brasil”, no Rio de Janeiro. “Por trás daquele aparente mau humor, existia uma pessoa adorável”, disse Augusto. Ele lembrou da generosidade do âncora. “Era um homem extremamente generoso, ajudava dezenas de pessoas sem que ninguém soubesse”, contou.

O jornalista também destacou o profissionalismo de Boechat. “Ele era um jornalista excepcional. O Boechat era o cara que mais tinha fontes que eu já conheci na minha vida”, afirmou. “Perdemos um jornalista absolutamente independente, ele falava o que dava na telha. Errava, acertava, mas era sempre um homem de boa fé, não fazia nada dirigido por alguém, não se incomodava com as reações, não tinha dificuldade em voltar atrás”, disse Augusto Nunes. “Eu vou sentir falta.”

Veja abaixo o depoimento de Augusto Nunes: