É assustador que Janot ainda seja chefe do MPF

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2017 11h14
A Comissão de Constituição e Justiça do Senado, sabatina Rodrigo Janot Monteiro de Barros, indicado para ser reconduzido ao cargo de procurador-geral da República (Marcelo Camargo/Agência Brasil)Janot ainda defende a lambança que resultou no caos da delação premiada dos executivos da JBS

É mesmo assustador que Rodrigo Janot não apenas seja ainda o chefe do Ministério Público Federal como ainda defenda lambança que resultou no caos da delação premiada dos executivos da JBS. Algumas constatações são símbolo de descrédito.

Confira o comentário completo de Carlos Andreazza: