Que Ciro pague pelo que disse sobre Fernando Holiday

  • Por Carlos Andreazza/Jovem Pan
  • 17/07/2018 06h49
Reprodução/FacebookMinistério Público de São Paulo solicitou a instauração de inquérito policial contra Ciro Gomes pelo crime de injúria racial

Uma ótima notícia: o Ministério Público de São Paulo solicitou a instauração de inquérito policial contra Ciro Gomes pelo crime de injúria racial que cometeu neste programa, em junho, ao se referir ao vereador Fernando Holiday como “capitãozinho do mato”.

Uma fala inaceitável, típica de certa esquerda brasileira para a qual um negro só tem existência individual – só pode ser reconhecido como negro – se aderir à agenda de grupos de pressão organizados.

Holiday, homem negro, não pode ser, por exemplo, contrário às cotas raciais em universidades. Se for, negro não pode ser. É assim que funciona. Existe um código a ser cumprido em troca do reconhecimento. Isso é o que está contido no ataque criminoso de Ciro Gomes. Que ele pague.