Denise Campos de Toledo: Barragens semelhantes à de Brumadinho têm de ser desativadas

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2019 08h42
Antonio Lacerda/EFEGoverno está querendo mostrar resultados em relação à fiscalização

Empresas responsáveis por barragens de minérios terão até três dias para informar o governo sobre reforço de segurança. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o prazo vai começar a valer assim que cada companhia for notificada pela Agência Nacional de Mineração.

“Governo está querendo mostrar resultados em relação à fiscalização. Mas são 88 barragens de modelo de alteamento a montante ou desconhecido que têm risco alto constantemente e podem ter instabilidade de uma hora para outra. O ideal é que elas sejam desativadas. Há potencial de risco”, diz Denise Campos de Toledo.

Confira o comentário completo: