Denise: Estados estão em fase delicada em relação as finanças públicas

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 08h49
PixabayEstados como Alagoas, Ceará e Espírito Santo investiram R$ 381 por habitante em 2018

Estados que fizeram ajuste fiscal investem em até quatro vezes mais. Segundo estudo do ministério da Economia, Alagoas, Ceará e Espírito Santo investiram ano passado R$ 381 por habitante, contra R$ 91 de Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

“Os estados estão em uma fase bastante delicada em relação as finanças públicas, por isso que se defendia tanto a inclusão deles na reforma na Previdência. Essa seria uma forma de viabilizar uma redução no comprometimento da receita com relação aos aposentados, e mesmo servidores. Todos os estados precisam passar por uma revisão muito séria do custo da máquina pública, não apenas com relação as estatais, mas na questão do funcionalismo. Houve um inchaço muito grande da máquina pública naquela fase de crescimento mais acelerado da Economia e, quando veio a crise, expôs toda a ineficiência, incompetência e até desvio de recursos em vários estados.”