Maioria do povo aguarda a intervenção da Justiça na liberdade de Lula

  • Por Felipe Moura Brasil/Jovem Pan
  • 23/02/2018 09h35
EFE/Fernando Bizerra Jr.Cansada de autoritarismo e hipocrisia, a maioria do povo brasileiro aguarda a intervenção definitiva da Justiça na liberdade de Lula

A reação dos petistas convenceu integrantes da base de Michel Temer de que o presidente deu uma tacada certeira com a intervenção federal no Rio, registra o Painel da Folha nesta sexta-feira.

A pedido de Lula, Fernando Haddad, coordenador do programa de governo do PT, vai formular propostas de combate ao crime e à violência até o início da caravana pelo Sul.

É hilário que um condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro peça a outro membro de um partido acusado de atuar como organização criminosa para formular propostas de combate ao crime, ainda mais depois de 14 anos no poder, sem que medida alguma neste sentido tenha sido tomada, muito pelo contrário.

Mas o PT perdeu o discurso após a votação da reforma da Previdência, uma medida impopular contra a qual o partido se voltava, ter dado lugar à intervenção no Rio, uma medida popular contra a qual o partido enlouquecidamente ora se volta.

Uma amostra de que o desespero político é diretamente proporcional ao risco de Lula ser preso a partir de março é que Haddad alegou também ter tido o aval de Lula para conversar com Ciro Gomes, o candidato presidencial do PDT para quem a natureza do PT, como a do escorpião, é afundar sozinho.

Enquanto Lula finge que o partido não tem plano B na corrida eleitoral para não enfraquecer a narrativa de que sua eventual prisão é um golpe para impedi-lo de voltar à Presidência, o próprio Lula articula nos bastidores o plano B, ou C, de Ciro, o homem que alertou a quem quiser comprar petróleo brasileiro agora que, se for presidente, todos os campos serão devolvidos ao controle do povo brasileiro.

O povo brasileiro, obviamente, não controla nada. Quem controla são os políticos, com a ingerência habitual que resultou no petrolão.

O petismo é uma farsa diária, que hoje cogita renascer à sombra de um coroné expropriador que se esquece da existência do Congresso para aprovar medidas de seu eventual governo.

Cansada de autoritarismo e hipocrisia, a maioria do povo brasileiro aguarda a intervenção definitiva da Justiça na liberdade de Lula.