Elite que foi a Nova York dá vergonha, dá nojo!

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2018 10h59
Reprodução-TwitterJuiz Sergio Moro e o ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg foram premiados como personalidade do ano em Nova York; Doria recebeu prêmio em 2017

O País está politicamente paralisado. Os presidenciáveis andam por aí, vão para o exterior e até tentam criar algum tipo de manchete. Porque conteúdo mesmo eles não têm. Nas redes sociais há certo desânimo com a eleição presidencial, creio que também não tem a ver com a Copa do Mundo, que também não está entusiasmando.

Na Cerimônia de personalidades dos ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados, o juiz Sergio Moro foi condecorado e recebeu o prêmio de personalidade do ano. Parte da elite brasileira também estava presente. Inclusive, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, que estava de smoking. Mas quem pagou a passagem dele?

Já que estava lá e estava também o juiz Sergio Moro, ele poderia ter aproveitado esses dois anos que está na frente da Petrobras e apurado os atos de corrupção que tem ocorrido dentro da empresa.

Moro foi lá e discursou na presença de outras personalidades.

Isso é patético! Fazer o que em Nova York?

Todo mundo bem vestido e com muito dinheiro gasto. Enquanto isso, um senhor sofre com câncer na garganta. Uma senhora revelou que a Santa Casa de São Paulo não tem gaze.

Em Nova York, todo mundo bem vestido e comendo muito bem. Será que em algum momento alguém se lembrou desse senhor com câncer? O que é mais importante para o Brasil? Tratar da Santa Casa de São Paulo, roubada por tantos ladrões? Tratar desse senhor que vive esse drama? Ou olharmos para Nova York e vermos essa elite que dá vergonha e dá nojo?

Assista ao comentário completo: