Marco Antonio Villa: Decisão de liberar Lula para dar entrevista é ‘vingança’ de Toffoli

  • Por Marco Antonio Villa
  • 19/04/2019 07h54
Estadão ConteúdoO presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, de liberar o ex-presidente Lula para dar entrevistas parece uma espécie de vingança. “Já que querem liberdade de imprensa, então que Lula fale”. Não é bem assim.

Lula é um sentenciado. Primeiro, já faz um ano que ele está preso e não sei por que continua na sede da Polícia Federal do Paraná, mas seu lugar é num presídio. Segundo, não conheço, ao longo da história, sentenciados que dão entrevista.

Isso não tem nada a ver com liberdade de imprensa. Ele está cumprindo pena, é alguém condenado por lavagem e corrupção passiva que quer se utilizar do estado democrático de imprensa para desmoralizar a liberdade de imprensa.