Marco Antonio Villa: Gilmar Mendes acha que é imperador, mas o Brasil é uma república

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2019 09h37
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoMinistro diz que apurações se baseiam em "ilações desprovidas de qualquer substrato fático"

Documentos revelados na sexta-feira (8) indicaram que a Receita Federal está investigando o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, e familiares por corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e tráfico de influência.

O investigado pediu e o presidente do STF, Dias Toffoli, determinou que a Receita, o Ministério da Economia e a Procuradoria-Geral da República (PGR) tomassem “providências cabíveis” em relação ao procedimento de auditores fiscais.

Para o comentarista da Jovem Pan Marco Antonio Villa, “se ele tem as mãos limpas, não tem nenhum problema” em ser investigado. “A Receita faz isso, pente-fino, com milhões de brasileiros. Se todos os brasileiros podem ser investigados, por que Gilmar não pode?”

“Gilmar Mendes se acha acima dos normais, acha que é imperador. Ele acha que está em vigor a constituição imperial, que transformava a figura do imperador inviolável e sagrada. Mas aqui [Brasil] é uma república”, criticou o professor.