Marco Antonio Villa: Grande parte da elite política fluminense é psicopata

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2018 09h03
FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDOO governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, foi preso nesta quinta-feira (29)

O professor Marco Antonio Villa comentou a prisão do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e afirmou que “grande parte da elite política fluminense é psicopata”, neste sábado (1º), no Jornal da Manhã. Segundo ele, o “Rio de Janeiro é patético, politicamente falando”.

“O Pezão assumiu o governo do Rio de Janeiro durante a operação Lava Jato e ele continuou roubando, continuou assaltando sem nenhum pudor”, disse Villa. “Ele teve câncer, passou por uma situação difícil, mas isso não fez que ele tivesse um momento de reflexão e parasse de ser ladrão”, continuou.

Luiz Fernando Pezão foi preso na manhã desta quinta-feira (29) em mais uma etapa da Lava Jato, baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro do ex-governador Sérgio Cabral. Miranda detalhou o pagamento de mesada de R$ 150 mil ao governador Pezão na época em que ele era vice de Cabral. Houve ainda, segundo investigações, o pagamento de 13º de propina e dois pagamentos de R$ 1 milhão como prêmio.

Para Marco Antonio Villa, a solução para esse tipo de crime é a prisão perpétua. “Se tiver prisão perpétua para crimes de corrupção, em coisa de cinco anos você leva a corrupção a quase zero”, afirmou.