Marco Antonio Villa: Incêndio no Flamengo mostra que há cultura de impunidade no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2019 09h26
REGINALDO PIMENTA/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDOFogo deixou 10 atletas mortos e outros três feridos, um deles em estado grave

O incêndio que matou 10 e feriu três atletas no centro de treinamento do Flamengo “mostra que no Brasil há uma cultura da impunidade”, afirmou neste sábado (9) o professor Marco Antonio Villa. O fogo atingiu o local na madrugada de sexta-feira (8).

“As autoridades notificaram diversas vezes o Flamengo, que usava o espaço do estacionamento [como alojamento]. É uma sucessão de tragédias que fazem a gente ver que há uma história por trás. O episódio de Brumadinho não foi um acidente, o incêndio no Flamengo não foi acidente”, disse.

De acordo com o comentarista da Jovem Pan, os adolescentes “eram jovens ágeis e poderiam ter saído” do local, mas não conseguiram porque as “condições eram precárias”. As vítimas tinham a partir de 14 anos, de acordo com dados divulgados.

“Há toda uma história de descaso. São vidas, são sonhos que foram mortos. Imagina o que ocorre em outros clubes que não tem o poder econômico do Flamengo. É necessário que as autoridades lancem luzes sobre essa questão, para que tragédias como essa não acabem se repetindo pelo Brasil”, finalizou.