Marco Antonio Villa: Ministério do Trabalho, hoje, não é mais necessário

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2018 07h35
Marcos Santos/USP ImagensEm nota, a pasta diz que a decisão “atenta” contra a Constituição e quebra o equilíbrio de forças entre patrões e empregados

Futuro ministro-chefe da casa Civil, Onyx Lorenzoni, confirma o fim do ministério do Trabalho. As atribuições da pasta serão divididas entre os ministérios da Justiça, Cidadania e Economia, que passará a administrar o FAT e o FGTS.

Prestes a ser extinto, Ministério do Trabalho critica decisão do governo Bolsonaro. Em nota, a pasta diz que a decisão “atenta” contra a Constituição e quebra o equilíbrio de forças entre patrões e empregados.

O Ministério foi criado em 1930, em contexto diferente de hoje. Hoje não creio que a pasta seja necessária. O importante é que o registro sindical fica com o Ministério da Justiça de Sergio Moro”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: