Marco Antonio Villa: Moro coloca o dedo na ferida e apresenta o que a sociedade quer

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2019 07h37
EFE/Hedeson AlvesMoro colocou o dedo na ferida no enfrentamento da corrupção e do crime organizado

Projeto de Lei Anticrime terá caminho longo no Congresso antes de ser aprovado. A proposta do ministro da Justiça, Sérgio Moro, precisa passar por até quatro comissões para então ser analisada no plenário por deputados e senadores.

O projeto endurece o combate à corrupção e prevê alterações em 14 leis. O texto confirma a prisão de condenados em segunda instância e prevê ainda regras mais duras para enfrentar o crime organizado e crimes violentos.

“O Brasil estava aguardando esse pacote, porque as questões fundamentais que se colocam agora são economia e combate ao crime organizado. Foi muito boa a entrevista coletiva do ministro Sergio Moro. Ele colocou o dedo na ferida no enfrentamento da corrupção e do crime organizado. É o que a sociedade queria ouvir, mas não será fácil aprovar esse projeto no Congresso Nacional. Só será possível com a pressão da sociedade civil”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: