Marco Antonio Villa: Toffoli não passou em concurso para a primeira instância e foi para a última

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2018 07h33
Carlos Moura/SCO/STFAntônio Dias Toffoli substituiu Cármen Lúcia no comando do Supremo e do CNJ

Novo presidente do STF defende harmonia e diz que o Judiciário não é mais, nem menos do que os outros Poderes.

Antônio Dias Toffoli, que a partir desta quinta-feira (13) substituiu Cármen Lúcia no comando do Supremo e do CNJ, afirmou que o país não está em crise, mas em transformação.

“Patética a cerimônia de posse. Como determina o regimento interno do STF, a cerimônia poderia ser feita intramuros. Teve banquete depois. É uma palhaçada tudo aquilo. As pessoas não querem mais nada disso. Onde há menos Justiça é justamente no STF. Ele repetia as frases, ele se acha lindo, colocou um laquê e escondeu a careca. Uma coisa grotesca. As citações de cultura pop, o baixo nível, excesso de citações. Ele falava, aplaudia ele próprio e pedia bis. É um sujeito caso de psiquiatra”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: