Nascer, viver e no STF morrer é um privilégio que nem todos podem ter

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2017 10h10
28/06/2017- Brasília- DF, Brasil- O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma o julgamento da validade dos acordos de delação premiada dos sócios e executivos da empresa JBS Foto: José Cruz/EBC/FotosPúblicasOs números do Tribunal são altos e sem justificativa, segundo Marco Antonio Villa

Brasil é o país das corporações e o fascismo não acabou. As corporações continuam lá. Uma delas é o Supremo Tribunal Federal. É incrível que STF teve orçamento de R$ 554 milhões e reclamou que era pouco. Somando funcionários terceirizados e ativos são 2.450. Os números do Tribunal são altos e sem justificativa, segundo Marco Antonio Villa.

Assista ao comentário completo: