Rodrigo Constantino: Nada contra Trump foi encontrado

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2019 15h52
EFETrump pode e deve comemorar

Um documento enviado ao Congresso dos EUA, neste domingo (24), revela que o procurador especial Robert Mueller não encontrou indícios de que o presidente norte-americano Donald Trump, ou algum membro de sua família, estejam envolvidos em conluio com a Rússia durante as eleições americanas de 2016 ou tenham tentado obstruir a Justiça.

“A investigação do Conselho Especial não encontrou indícios de que Trump, em sua campanha, ou qualquer pessoa próxima a ele, conspirou com a Rússia para influenciar na eleição presidencial dos EUA em 2016”, afirma o resumo de quatro páginas do Procurador Geral William P. Barr.

Mais de dois anos foram dedicados a essa investigação, que desde o início vários apontaram para sua inconsistência. Não obstante, os democratas e a mídia mainstream se pegaram a isso como uma boia de salvação, como o caminho para o impeachment de Trump, desejo desde o início para aqueles que não aceitaram a derrota nas urnas.

E agora? Após tantos recursos públicos investidos nessa investigação, após tanto barulho na imprensa, nada foi encontrado. E o que acontece? Fica por isso mesmo? A elite “progressista” vai abandonar a narrativa de que Trump só venceu por causa dos russos? Vão continuar falando em impeachment?

As perguntas são retóricas, claro. Sabemos que os fatos nunca importaram muito para a esquerda. Tudo que eles querem é um discurso eleitoral. Mas não conseguiram nem isso.

Não houve obstrução de justiça, e nada contra Trump foi encontrado. Os democratas ficaram órfãos de seu principal trunfo em 2020. Trump pode e deve comemorar. Quem ainda falar em conluio com russos estará mostrando que é apenas torcedor partidário, nada mais.