Ciro trabalha para descolar a sua imagem de Lula e do PT

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2018 08h06
Agência BrasilCiro está dando demonstrações de que está descolando do PT, pois não acredita que será o destinatário do apoio do partido.

O pré-candidato à presidência da República Ciro Gomes vai se afastando do PT e começa a mirar outras alianças.

Neste momento, Ciro está na Suécia, em reunião com representantes do Governo e empresários. A sua meta, agora, é vender que sua candidatura é viável aos parceiros, uma tentativa de se mostrar alguém confiável ao mercado e não oferece riscos de uma guinada brusca.

Nessa visita, ele deu demonstrações de que está descolando do PT, pois não acredita que será o destinatário do apoio do partido.

Um fato engraçado, foi que, após uma sugestão da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, de que os pré-candidatos se comprometessem a dar um indulto a Lula, ele simplesmente afirmou que isso é uma loucura. Em inglês, disse algo do tipo “Lula could send me to p**a que pariu”

O que ele quer, no momento, é se afastar dessa hashtag “Lula Livre” e cuidar da própria vida. Para isso, além de se apresentar ao empresariado estrangeiro, ele tem encontros marcados com a viúva de Eduardo Campos e com o presidente do PSB, pois acredita que tem condições de ser a nova esposa escolhida pelo partido após a desistência de Joaquim Barbosa.

2º Turno

Ex-governador do Ceará e irmão de Ciro, Cid Gomes afirmou que um segundo turno perfeito se daria com Ciro enfrentando Geraldo Alckmin.

Na sua visão, essa embate propiciaria um diálogo após o pleito, onde o eleito não teria dificuldade de conseguir apoio Congressual do vencido.