Temer anuncia pacote para segurança, mas muitos Estados terão de recorrer ao BNDES

  • Por Jovem Pan
  • 02/03/2018 08h06
Arquivo/Agência BrasilMas para Estados terem esse financiamento do banco é preciso aval do Tesouro, e muitos não conseguem por estarem endividados

O presidente Michel Temer segue no script da segurança pública, mas é preciso analisar se existe recurso suficiente para isso. A percepção é de que há muito anúncio e pouca verba.

Nesta quinta-feira (1º), o presidente anunciou pacote estimado em R$ 42 bilhões para a área de segurança pública e, deste valor, R$ 32 bilhões são via financiamento do BNDES. Mas para Estados terem esse financiamento do banco é preciso aval do Tesouro, e muitos não conseguem por estarem endividados.

Dezesseis Estados e o DF estão no acordo, mas alguns estão excluídos, mesmo com diversos relatos de insegurança em presídios e policiamento incapaz de controlar crises nas cidades e Estados.

Os governadores presentes na reunião saíram insatisfeitos e esperavam mais recursos diretos e menos na modalidade de financiamento. Dizem que Governo tem de ajudar a reequipar as polícias e na questão penitenciária e cobram o Sistema Unificado de Segurança.

Foi um evento para foto, reuniu governadores e ministros, mas Governo dá uma enganada e vai depender das condições dos Estados de conseguirem seus próprios financiamentos.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: