Vera: Com destino da Lava Jato nas mãos, íntegra de diálogos precisa ser conhecida com urgência

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2019 08h25
Jovem PanThe Intercept precisa parar de divulgar diálogos à conta-gotas

Ao votar pela negação da soltura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, o ministro Celso de Mello tomou uma decisão cautelosa, prevendo o grande caos social que uma liminar desse tipo poderia causar. Isso porque, com o ainda pouco conhecimento sobre os supostos diálogos do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, vazados recentemente, uma decisão nesse momento poderia ser precipitada.

Um julgamento favorável ao habeas corpus de Lula poderia significar uma total aceitação da “Vaza Jato”, o que ainda não é possível, mesmo que Mello não veja com bons olhos que se cruzem informações entre ministros e outras partes da investigação – no caso, o Ministério Público (MP).

Sem saber todo o conteúdo das conversas de Moro com procuradores da Lava Jato, o site The Intercept Brasil, responsável pela divulgação dos diálogos, fica com o destino da maior operação de combate à corrupção do país, que só poderá ser decidido após o entendimento total da situação, nas mãos.

Tática muito utilizada pela imprensa atualmente, os vazamentos precisam obedecer critérios de transparência, que no caso da “Vaza Jato”, é conhecer o teor inteiro de todas as informações. Não é justo e nem transparente, por parte do site, soltar pílulas de conteúdos conforme conveniência política, se aproximando de um comportamento militante, o que não condiz com a gravidade da situação.

Nesse caso, o melhor seria, o quanto antes, disponibilizar esse material para a sociedade. Só assim tribunais, outros veículos de informação e a própria população podem começar a formam um juízo do que realmente ocorreu.