Vera Magalhães: Com alta médica, Bolsonaro terá reformas e reajustes políticos pela frente

  • Por Jovem Pan
  • 12/02/2019 07h57
Reprodução/TwitterUma vez em alta médica, Bolsonaro deverá analisar as propostas da reforma da Previdência

Parece que estamos caminhando para uma definição neste tema da alta do presidente Jair Bolsonaro. Ao falar com o apresentador Datena, Jair Bolsonaro disse que sai do hospital nesta semana. A informação foi confirmada em caráter técnico pela equipe médica. Ele pode ter alta nesta quarta-feira (13).

Uma vez em alta médica, Bolsonaro deverá analisar as propostas da reforma da Previdência. Há uma minuta fechada, mas também existem propostas a serem observadas. Há uma série de medidas que deverão ser arbitradas, e é no detalhe que ficará definida a reforma a ser mandada ao Congresso.

Vale lembrar que um plano de comunicação deve ser deflagrado com o envio do projeto ao Congresso, além de ajustes importantes com as Forças Armadas, com o Judiciário e o Ministério Público, somado ainda às pressões que serão encontradas no Congresso.

A previsão é de que o projeto seja enviado entre os dias 19 e 21.

Reajustes

No horizonte, Bolsonaro tem, principalmente, a política. Aspecto que ficou mais desarranjado durante sua ausência da Presidência.

Na Câmara, o líder do Governo, major Vitor Hugo, não sabe quantos votos possui para a aprovação de reformas, há estremecimentos dentro do próprio partido, e no Senado, major Olímpio tem questionado a ação de Onyx Lorenzoni para a eleição de Davi Alcolumbre.

Quando o Governo estava ganhando marcha, Bolsonaro se ausentou e as coisas ficaram mais desarrumadas.

Ainda na seara política, há a relação entre general Mourão e o próprio presidente. Existem arestas a serem aparadas nesta relação para evitar ruídos maiores mais para frente.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: