Vera Magalhães: Deputados dão sinal a Bolsonaro de que têm força para votações na Casa

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2019 07h54
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Nesta hora, não adianta retórica exaltada, é preciso saber o funcionamento do Congresso – e o PSL parece não conhecer

O Governo sofreu nova derrota na CCJ da Câmara a reforma da Previdência é adiada. As coisas na economia vão muito mal. A reforma é o assunto que mobiliza mercado, setor produtivo, economistas porque é necessária para dar sinalização para mundo e mercado interno de que o Brasil não vai ficar no crescimento de sua dívida exponencial e nem na situação fiscal em que está.

Mas ela segue dormitando na CCJ. Nesta segunda-feira (15) aconteceu o que falávamos: foi invertida apauta e votada a PEC do Orçamento Impositivo antes da reforma. Em uma sinalização de que quando a Câmara se mobiliza ela consegue votar rápido, a PEC foi votada em noite que normalmente não tem tanto quórum.

Os deputados deram sinal ao presidente da República de que quando querem, conseguem votar de forma rápida. Nesta hora, não adianta retórica exaltada, é preciso saber o funcionamento do Congresso – e o PSL parece não conhecer.

Enquanto isso, os números da economia não vão bem. Temos projeções de que podemos ter queda no primeiro trimestre do ano ante os últimos três meses do ano passado. O mercado, por ora, dá uma chance ao Governo por conta da figura de Paulo Guedes, mas nenhuma notícia até agora vai no sentido do caminho virtuoso.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: