Vera Magalhães: Governo cede e aceita mudanças no texto da reforma antes que vá à comissão especial

  • Por Jovem Pan
  • 18/04/2019 07h59
Pablo Valadares/Câmara dos DeputadosO Centrão preferiu mexer em pontos do texto agora para mostrar que a articulação ainda terá de atendê-los para que eles participem do Governo de alguma forma

O Governo cedeu e aceitou fazer mudanças no texto da reforma na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e isso significa que o Governo percebeu que poderia ter rejeitado o parecer do relator na comissão ou ver o texto aprovado por margem pequena, o que faria que na comissão especial o projeto chegasse desfavorecido.

O Governo achou melhor negociar agora itens que não prejudiquem muito o ganho fiscal com a reforma e chegar na próxima etapa com condições de rearranjar seu time.

Foi uma vitória do Centrão. Não foi a oposição stricto sensu que venceu o Governo e sim a oposição indecisa, que preferiu mexer em pontos do texto agora para mostrar que a articulação ainda terá de atendê-los para que eles participem do Governo de alguma forma.

Por ora, eles foram recebidos por Bolsonaro, mas não têm uma efetiva participação em cargos nos Estados, definição de políticas para Estados e estão querendo encontrar uma maneira para tal.

A mudança no texto mostra ainda uma derrota da pequena base do Governo. Eles se perderam nas manobras da oposição e do Centrão. Agora a discussão na CCJ ficou para depois da Páscoa.

O Centrão começou a se criar com este nome na época em que Eduardo Cunha era poderoso na Câmara, agora, os partidos preparados para fazer o Governo sangrar são PP, PRB e PR, o núcleo duro do Centrão.

Enquanto isso, a inexperiência do PSL se mostrou na CCJ. O líder do Governo na Câmara, major Vitor Hugo, caiu em diversas delas e até chegou a negociar com a oposição. Ele está com o filme queimado junto ao Governo.

Se dependesse da equipe econômica, sua liderança seria trocada pelo conjunto de atuações desastrosas nas articulações da reforma da Previdência.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: