Vera Magalhães: Morte de Boechat é perda para o Brasil e generosidade dele fará falta

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 14h44
Reprodução/FacebookJornalista morreu em acidente aéreo nesta segunda

Para a comentarista da Jovem Pan Vera Magalhães, a morte de Ricardo Boechat é uma grande perda para a comunicação e para o Brasil. O jornalista, de 66 anos, foi uma das três vítimas fatais da queda de um helicóptero nesta segunda-feira (11), em São Paulo.

“Recebi com pesar imenso essa notícia. Ele era uma referência para todos nós jornalistas. É uma perda muito grande para o jornalismo e para o Brasil. Era alguém cuja generosidade e cuja abertura para o debate vai fazer muita falta”, disse, emocionada, nesta tarde.

O acidente aconteceu no Rodoanel, na altura do bairro do Jabaquara, na zona sul de São Paulo. Com décadas de carreira, ele atualmente era âncora de telejornais da TV Band e da rádio Band News FM. Piloto e copiloto também morreram na queda.

“Era leitora do Boechat desde antes de ser jornalista. Quando eu era estudante, lia a coluna dele no O Globo, depois também na IstoÉ. Também passei a acompanha-lo como âncora. Há menos de dois anos, tive o privilégio de conhecê-lo”, contou.

Esse encontro foi mediado por conhecidos. “Foi quando eu vim para o rádio e ele passou a me ouvir. Ele pediu para amigos em comum marcarem um almoço e foi muito generoso comigo. Como discípula dele no colunismo político e depois no rádio, me deu vários conselhos.”

“Ele fez uma coisa muito difícil no jornalismo, que é a migração do impresso para o rádio e a TV. Não é simples, não é trivial você conseguir se comunicar com milhões de pessoas”, analisou. “É uma perda muito grande. Ele vai fazer muita falta.”