Vera: Para ofuscar vazamentos, Moro tenta tocar pautas positivas e dar respostas à população

Ministro da Justiça e presidente Jair Bolsonaro estão tentando reconstruir sua imagem positiva

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2019 09h00
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoNão há garantias de que novos vazamentos não prejudicarão ainda mais o ministro

Ao aparecer mais uma vez ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tenta reconstruir sua imagem, que ficou abalada após o vazamento de conversas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol sobre a Operação Lava Jato.

Com a sanção da medida provisória (MP) que agiliza a venda de bens apreendidos de traficantes de drogas, na segunda-feira (17), o ex-juiz federal faz um esforço para recuperar sua posição de ministro altamente apoiado tanto pela sociedade como pelo presidente da República. O decreto é uma tentativa de procurar mostrar pautas positivas e que têm respaldo da população, como o combate à corrupção e o melhor incremento na segurança pública.

As declarações positivas de Bolsonaro à seu respeito, como a classificação de “símbolo de quem quer mudar o país” durante o evento, também tem esse objetivo de voltar o ministro às pautas de grande aderência na sociedade e que o colocam de volta no caminho que estava traçando.

Apesar dos esforços na recuperação de imagem, é impossível dizer se o trabalho surtirá efeito. Isso porque não há garantias de que os vazamentos foram controlados. Pelo contrário, o site dono das conversas comprometedoras adotou uma política de divulgação de conta-gotas. Ou seja: cada vez que Moro se manifesta em um caminho, uma nova informação é solta pelo portal.

Amanhã, Moro vai estar diante do Senado Federal para tratar desse caso. Pode ser que, a depender do que ele falar na audiência, novas informações venham.