Vera: Relação entre Centrão e Governo volta a ficar abalada

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2019 08h06
Agência BrasilA votação sobre a reforma administrativa pode ocorrer nesta quarta-feira (22) na Câmara

O Centrão recuou e não votará pela criação de novos ministérios. O grupo havia negociado, no início deste mês, com o Governo que seriam recriadas as pastas da Integração Nacional e das Cidades.

A votação sobre a reforma administrativa pode ocorrer nesta quarta-feira (22) na Câmara, para evitar que ela caduque. A disposição é de se votar hoje, mas devem ser votadas outras MP antes.

O Centrão voltou atrás, mas vai ser entendimento apenas parcial se enxergarmos nisso um recuo.

A disposição de recriar as pastas era fruto de acordo, inclusive concordado pelo Governo. Era uma saída para abrigar outros partidos no Governo e montar uma base que pudesse aprovar a reforma da Previdência.

O recuo volta algumas casas. Com isso, o Centrão reafirma sua independência em relação ao Governo, e assim o Governo perde alguns votos pela aprovação da reforma.

Fica uma situação esquizofrênica. O Governo concorda com o acordo, mas diante de ataques de sua base ele se cala e deixa que partidos se queimem.

Somado a isso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, decidiu romper com o líder do Governo na Casa, Major Vitor Hugo. Se o Governo vai insistir com esse líder não se sabe, mas ele está desgastado.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: