Vera: Tsunami anunciado por Bolsonaro pode ser quebra de sigilos do filho

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2019 08h00
Reprodução/SBTSerá que era esse o tsunami? É provável, porque houve uma preparação

O jornal O Globo informou que a Justiça autorizou a quebra de sigilos fiscal e bancário do senador Flávio Bolsonaro e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Será que era esse o tsunami? É provável, porque houve uma preparação. Em tsunamis, as pessoas recebem um alarme antes. No fim de semana Flávio Bolsonaro deu entrevista para se desvincilhar de Fabrício Queiroz e depois disso foi dada a notícia da quebra de sigilo.

Jair Bolsonaro também se preparou no fim de semana para uma notícia de tal calibre. Pode ser esse o tsunami citado pelo presidente na última semana.

Flávio Bolsonaro fez menção a uma, segundo ele, série de ilegalidades na investigação que o envolve. Mas relatórios do Coaf não são considerados quebras de sigilos bancário e fiscal. O Coaf tem direito a fazer reportes de movimentações atípicas sem prévio pedido judicial e isso não é considerado quebra de sigilo.

Agora, Flávio Bolsonaro, se tiver realmente sigilos quebrados, terá sua vida fiscal escrutinada pelo Ministério Público.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: